(21) 2665-8325 Agende

Notícias

PATs de 11 cidades da região de Campinas oferecem 485 vagas de emprego nesta segunda-feira


Levantamento do G1 mostra que só Mogi Guaçu inicia semana com 115 oportunidades. Veja todos os municípios e saiba como se candidatar. Região de Campinas (SP) inicia semana com 485 ofertas de trabalho Divulgação/Prefeitura de Aparecida de Goiânia Os Postos de Atendimento ao Trabalhador (PATs) de 11 cidades da região de Campinas (SP) abrem a semana com pelo menos 485 oportunidades de emprego. Os interessados podem se candidatar a partir desta segunda-feira (21). Mogi Guaçu (SP) é o município que tem mais ofertas, com 115 disponíveis. As vagas disponíveis nas unidades são para diversos níveis de escolaridade e destinadas a candidatos de todos os gêneros. Além disso, existem sete oportunidades para pessoas com deficiência (PCD). Por conta da pandemia da Covid-19, alguns PATs estão apenas com o serviço virtual. Vagas por cidade Americana: 99 Artur Nogueira: 38 Campinas: 70 Itapira: 22 Jaguariúna: 32 Mogi Guaçu: 115 Paulínia: 15 Pedreira: 22 Monte Mor: 16 Sumaré: 14 Valinhos: 42 As cidades de Itapira (SP) e Sumaré (SP) não especificaram o número de vagas, apenas os cargos. Dessa forma, o número de ofertas abertas pode ser maior do que 485. Americana O Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de Americana (SP) oferece 99 vagas em 35 postos de trabalho. Quatro delas são destinadas a pessoas com deficiência (PCDs). A relação foi divulgada pela assessoria de imprensa da prefeitura na sexta-feira (18), às 15h20. Confira as oportunidades disponíveis: Ajudante de açougue - 3 vagas; Ajudante de obras - 1 vaga; Assessor (a) de clientes - 33 vagas; Assistente fiscal - 1 vaga; Auxiliar administrativo - 1 vaga; Auxiliar Administrativo de vendas - 1 vaga para PCDs; Auxiliar de laboratório de solo - 1 vaga; Auxiliar desenhista mecânico - 1 vaga; Azulejista - 1 vaga; Costureiro (a) - 4 vagas; Cozinheiro (a) - 2 vagas; Eletricista - 1 vaga; Eletricista de automotivo - 1 vaga; Eletricista residencial - 1 vaga; Empacotador (a) - 2 vagas para PCDs; Fresador (a) - 1 vaga; Laminador (a) gráfico - 1 vaga; Líder de frios - 1 vaga; Lubrificador (a) - 4 vagas; Marceneiro (a) - 1 vaga; Montador (a) de móveis - 1 vaga; Motorista carreteiro - 3 vagas; Operador (a) de extrusora - 4 vagas; Operador (a) de injetora de plástico - 2 vagas; Operador (a) de torno CNC - 1 vaga; Operador (a) de urdideira - 4 vagas; Operador (a) de utilidades no tratamento de água e efluentes - 1 vaga para PCDs; Operador (a) logístico - 1 vaga; Pedreiro (a) - 7 vagas; Pintor (a) industrial - 1 vaga; Promotor (a) de cartão - 5 vagas; Recepcionista de hotel - 1 vaga; Tecelão (a) - 4 vagas; Vendedor (a) - 1 vaga; Vendedor (a) interno - 1 vaga. Serviço PAT Americana Como se candidatar: os currículos devem ser cadastrados online; Endereço físico: Rua Anhanguera, 16, Centro; Horário de funcionamento: 9h às 17h; Endereço virtual: site do PAT; Telefone: (19) 3475-3559. Artur Nogueira A Prefeitura de Artur Nogueira informou, por meio de assessoria de imprensa, ter 38 vagas em 26 ocupações. O balanço considera atualização até sexta-feira (18), às 15h30. As oportunidades são: Analista de processos - 1 vaga; Analista PCP - 1 vaga; Auxiliar de limpeza - 3 vagas; Auxiliar de PCP - 1 vaga; Auxiliar mecânico/ tecelagem - 1 vaga; Confeiteiro (a) - 1 vaga; Costureiro (a) - 2 vagas; Eletricista industrial - 1 vaga; Estagiário comercial - 1 vaga; Ferramenteiro (a) - 3 vagas; Inspetor (a) de soldagem - 1 vaga; Mecânico (a) de manutenção - 1 vaga Mecânico (a) de trator - 1 vaga; Mecânico (a) manutenção de tecelagem - 1 vaga Mecânico (a) moleiro (a)- 1 vaga; Mecânico manutenção de máquinas desfibradeira - 1 vaga; Montador (a) mecânico (a) - 1 vaga; Operador (a) de máquina de usinagem - 1 vaga; Operador (a) de máquina injetora - 1 vaga; Programador (a)/operador (a) CNC - 4 vagas Serralheiro (a) de esquadrias de alumínio - 1 vaga; Supervisor (a) de produção - 1 vaga; Sushiman - 1 vaga; Técnico (a) mecânico (a) - 1 vaga; Torneiro mecânico (a) convencional - 2 vagas; Vendedor (a) interno (a) e externo (a) - 4 vagas. Serviço PAT Artur Nogueira Como se candidatar: os interessados precisam comparecer ao PAT com os documentos pessoais necessários; Endereço físico: Rua Nossa Senhora das Dores, 629, Centro; Horário de funcionamento: das 8h às 11h30 e das 12h às 16h; Documentos exigidos: RG, CPF, carteira de trabalho, currículo e o número do PIS; Telefone: (19) 3877 3079. Campinas O CPAT de Campinas (SP) tem 70 ofertas de emprego em 36 postos de trabalho com oportunidades para pessoas com deficiência. O balanço feito pelo G1 considera as atualizações feitas na página até sábado (19), às 15h. Confira as vagas: Ajudante de obras - 1 vaga; Analista de exportação e importação - 1 vaga; Assistente de serviço de contabilidade - 1 vaga; Atendente de telemarketing - 1 vaga exclusiva para PCD; Auxiliar de limpeza - 1 vaga exclusiva para PCD; Auxiliar de manutenção predial - 4 vagas; Carpinteiro (a) - 1 vaga; Costureiro (a) - 1 vaga; Empregado (a) doméstico (a) - 1 vaga; Encanador (a) - 1 vaga; Encarregado (a) de obras - 1 vaga; Estagiário (a) de auditoria em shopping - 5 vagas; Gerente de frota - 1 vaga; Instalador (a) reparador (a) de redes telefônicas e comunicação de dados - 1 vaga; Jardineiro (a) - 7 vagas; Marceneiro (a) - 1 vaga; Mecânico (a) de ar condicionado e refrigeração - 2 vagas; Mecânico (a) de máquinas pesadas - 1 vaga; Modelista de roupas - 1 vaga; Monitor (a) de sistemas elétricos de segurança interna - 2 vagas; Montador (a) de estruturas metálicas - 1 vaga; Motorista de caminhão - 1 vaga; Motorista de caminhão-guincho pesado com munk - 2 vagas; Motorista operador (a) de guindauto - 1 vaga; Oficial de manutenção (carpintaria) - 1 vaga; Operador (a) eletromecânico (a) - 4 vagas; Pedreiro (a) - 1 vaga; Pintor (a) de obras - 1 vaga; Piscineiro (a) - 1 vaga; Professor (a) de matemática - 2 vagas; Servente de obras - 1 vaga; Técnico (a) eletrônico (a), elétrica ou mecatrônica - 15 vagas; Técnico (a) de manutenção elétrica - 1 vaga; Torneiro (a) mecânico (a) -1 vaga; Tratorista operador (a) de roçadeira - 1 vaga; Vendedor (a) de comércio de mercadorias - 1 vaga. Serviço CPAT Campinas Como se candidatar: o atendimento presencial na metrópole é realizado em três unidades, com agendamento prévio feito pelo Portal do Cidadão; Documentos exigidos: indicados conforme o agendamento; Endereço virtual para consulta de vagas: CPAT Campinas. Unidades Centro: Avenida Campos Salles, 427, Centro. Atende de segunda à sexta, das 7h30 às 16h30. Na última sexta-feira do mês, o atendimento é encerrado às 12h. Ouro Verde: Avenida Ruy Rodrigues, 3.900, Parque Universitário (shopping Spazio Ouro Verde, 1º andar). Funciona de segunda à sexta, das 8h às 16h e encerra o expediente às 11h na última sexta-feira do mês. Campo Grande: Rua Manoel Machado Pereira, 902, Parque Valença 1 (em frente à Praça da Concórdia). Atendimento de segunda à sexta, das 8h às 16h. Na última sexta-feira do mês, encerra as atividades às 11h. Itapira A Prefeitura de Itapira divulgou, por meio de assessoria de imprensa, ofertas distribuídas em 22 ocupações, mas não especificou a quantidade de oportunidades por cargo. O balanço considera atualização até sexta-feira (18), às 16h. As vagas são: Auxiliar de controle de qualidade; Auxiliar de departamento pessoal; Auxiliar de manutenção; Auxiliar de mecânico de automóveis; Auxiliar de produção; Controlador (a) de acesso; Cozinheiro (a); Desenhista projetista; Eletricista de manutenção; Eletricista industrial; Jardineiro (a); Mecânico (a) de manutenção; Mecânico (a); Operador (a) de caldeira; Operador (a) de torno CNC; Pintor (a); Piscineiro (a); Soldador (a); Supervisor (a) de oficina; Técnico (a) de segurança do trabalho; Torneiro (a) mecânico (a); Vendedor (a) externo (a). Serviço PAT Itapira Como se candidatar: por e-mail no endereço [email protected]; Endereço: Rua Vitorio Copos, 122, Jardim Soares; Horário de funcionamento: das 8h às 16h30; Documentos exigidos: enviar currículo, número do PIS e vaga pretendida; Telefone: (19) 3843-4564. Jaguariúna Jaguariúna (SP) oferece 32 oportunidades de trabalho em 26 ocupações. O levantamento do G1 se baseia na informação enviada pela assessoria de imprensa na sexta-feira (18), às 9h. Veja as vagas: Ajudante de obra - 2 vagas; Ajudante geral de manutenção e limpeza - 1 vaga; Ajudante geral na fabricação de vasos - 1 vaga; Ajudante geral de produção - 1 vaga; Arquivista - 1 vaga; Assistente de compras - 1 vaga; Auxiliar de mecânico moleiro - 1 vaga; Auxiliar de mecânico de refrigeração - 1 vaga; Auxiliar de restaurante - 2 vagas; Babá - 1 vaga; Coordenador (a) de obra - 1 vaga; Cozinheiro (a) - 1 vaga; Doméstico (a) - 2 vagas; Garçom/garçonete - 3 vagas; Líder de limpeza - 1 vaga; Mecânico (a) de máquinas pesadas - 1 vaga; Montador (a) de veículos - 1 vaga; Motorista de ônibus - 1 vaga; Operador (a) de jato abrasivo - 1 vaga; Pedreiro (a) - 2 vagas; Pintor (a) de edifícios - 1 vaga; Preparador (a) de veículos - 1 vaga; Técnico (a) de enfermagem - 1 vaga; Técnico (a) de instalação de TV/internet - 1 vaga; Técnico (a) em segurança do trabalho - 1 vaga; Tosador (a) - 1 vaga. Serviço PAT Jaguariúna Como se candidatar: atendimento presencial com agendamento prévio pelo site; Endereço físico: Rua Coronel Amâncio Bueno, 810, Centro; Horário de funcionamento: das 8h às 11h30 e das 13h às 16h30; Documentos exigidos: carteira de trabalho, RG, CPF e currículo atualizado; Endereço virtual: prefeitura de Jaguariúna. Mogi Guaçu O Posto de Atendimento ao Trabalhador de Mogi Guaçu divulgou, por meio da gestão da unidade, 115 vagas de trabalho disponíveis em 37 ocupações. O balanço considera atualização até sexta-feira (18), às 16h. As ofertas são: Ajudante de açougueiro - 2 vagas; Almoxarife - 1 vaga; Aprendiz de mecânica de manutenção - 1 vaga; Assistente de contabilidade - 1 vaga; Assistente de licitação - 1 vaga; Auxiliar administrativo - 1 vaga; Auxiliar de enfermagem - 10 vagas; Auxiliar de escrituração fiscal - 2 vagas; Caldeireiro (a) - 4 vagas; Carpinteiro (a) - 1 vaga; Caseiro (a) - 1 vaga; Consultor (a) de vendas - 4 vagas; Eletricista industrial - 2 vagas; Enfermeiro (a) - 10 vagas; Estagiário (a) de marketing - 1 vaga; Estagiário (a) em logística - 3 vagas; Fresador (a) - 2 vagas; Mecânico (a) de automóveis - 2 vagas; Mecânico (a) de empilhadeira - 1 vaga; Mecânico (a) de máquinas industriais - 1 vaga; Mecânico (a) de motocicletas - 1 vaga; Mecânico (a) de suspensão - 1 vaga; Médico (a) veterinário (a) - 1 vaga; Motorista de caminhão - 6 vagas; Motorista de micro-ônibus - 10 vagas; Motorista de van - 1 vaga; Operador (a) de escavadeira/retroescavadeira - 2 vagas; Operador (a) de máquinas fixas - 12 vagas; Padeiro (a) - 1 vaga; Pedreiro (a) - 6 vagas; Repositor (a) de mercadorias - 1 vaga; Serralheiro (a) industrial - 2 vagas; Soldador (a) - 2 vagas; Técnico (a) em enfermagem - 10 vagas; Torneiro (a) mecânico (a) - 1 vaga; Vendedor (a) de serviços - 5 vagas; Vendedor (a) interno (a) - 2 vagas. Serviço PAT Mogi Guaçu Como se candidatar: presencialmente; Endereço: Rua São José, 49, Vila Julia; Horário de funcionamento: das 8h às 16h e atendimento interno até às 17h; Documentos exigidos: RG, CPF, carteira de trabalho; Site e e-mail: site da Prefeitura e [email protected]; Telefones: (19) 3841-7323 e 3891-5300. Paulínia O Emprega Paulínia (SP), oferece 15 vagas em 5 postos de trabalho para o começo desta semana. A relação de vagas foi enviada pela assessoria de imprensa nesta sexta-feira (18), às 13h20. Veja a lista completa dos postos disponíveis: Borracheiro (a) - 1 vaga; Mecânico (a) a diesel - 1 vaga; Mecânico (a) de refrigeração industrial - 7 vagas; Técnico (a) em CFTV - 1 vaga; Vendedor (a) externo - 5 vagas. Serviço Emprega Paulínia Como se candidatar: os interessados devem realizar um cadastro e entregar o currículo presencialmente; Endereço físico: Avenida Prefeito José Lozano Araújo, 1.551, no Parque Brasil 500; Horário de funcionamento: das 8h às 17h; Documentos exigidos: CPF, RG, título de eleitor, comprovante de residência no nome do candidato ou o contrato de aluguel e carteira de trabalho, além do currículo com a vaga de interesse; Telefone: (19) 3874-5669 ou 3874-5690. Pedreira O Portal de Assistência ao Trabalhador de Pedreira informou, por meio da página da unidade, ter 22 vagas de emprego em 10 cargos diferentes. O balanço considera atualização até sábado (19), às 15h. As vagas são: Auxiliar de linha de produção - 1 vaga; Eletricista industrial - 1 vaga; Embalador (a) a mão - 1 vaga; Frentista/trocador (a) de óleo - 2 vagas; Impressor (a) de silkscreen/decalque - 1 vaga; Instalador (a) de som - 1 vaga; Motorista entregador (a) - 1 vaga; Pedreiro (a) - 3 vagas; Servente de obras - 6 vagas; Vendedor (a) de loja - 5 vagas. Serviço PAT Pedreira Como se candidatar: por telefone ou presencialmente; Endereço: Rua Miguel Sarkis, 61, Terminal Rodoviário Vereador João Castelo; Horário de funcionamento: das 8h às 17h; Documentos exigidos: carteira de trabalho, currículo atualizado e documento de identidade; Endereço virtual e e-mail: página do PAT e [email protected]; Telefone: (19) 3893-4666. Monte Mor A Prefeitura de Monte Mor informou, por meio de assessoria de imprensa, ter 16 vagas em 9 cargos. O balanço considera atualização até sexta, às 15h. As vagas são: Ajudante geral - 1 vaga; Assistente técnico de laboratório químico - 1 vaga; Dobrador (a) - 2 vagas; Extrusão de alumínio - 2 vagas; Manobrista de carreta - 5 vagas. Motorista - 1 vaga; Operador (a) de chanfro manual - 1 vaga; Operador (a) de dobra industrial - 1 vaga; Separador (a) - 2 vagas. Serviço PAT Monte Mor Como se candidatar: por meio do e-mail; Endereço: Avenida Jânio Quadros, 1597, Jardim Santo Antônio; Horário de funcionamento: das 8h às 17h; Documentos exigidos: enviar o currículo pelo e-mail com vaga de interesse no assunto da mensagem; E-mail: [email protected]; Telefone: (19) 99328-2501. Sumaré A Prefeitura de Sumaré informou, por meio do site, ter 14 cargos de emprego disponíveis, mas não especificou o número de vagas por ocupação. O balanço considera atualização até sexta-feira (18), às 15h. As oportunidades são: Analista financeiro; Auxiliar administrativo; Auxiliar de cozinha; Auxiliar de limpeza; Auxiliar técnico (eletrônica/mecatrônica); Caldeirista; Conferente; Cozinheiro (a); Coordenador (a) de equipe; Operador (a) de empilhadeira; Operador (a) de máquina (beneficiamento); Recepcionista; Supervisor (a) operacional; Zelador (a). Serviço PAT Sumaré Como se candidatar: os currículos devem ser enviados até a próxima quarta-feira (23) para o e-mail; Endereço: Avenida Brasil, 201, no Jardim Nova Veneza; Horário de funcionamento: das 8h até às 16h; Documentos exigidos: carteira de trabalho, RG e currículo; E-mail: [email protected]; Telefone: (19) 3399-5638. Valinhos A Prefeitura de Valinhos divulgou, por meio de assessoria de imprensa, 42 vagas em 23 ocupações. O balanço considera atualização até sexta-feira (18), às 7h. As oportunidades são: Assistente administrativo (estagiário) - 1 vaga; Atendente de caixa - 2 vagas; Auxiliar de cozinha - 2 vagas; Auxiliar de planejamento e controle em manutenção - 1 vaga; Auxiliar técnico de automação - 1 vaga; Auxiliar de vendas - 2 vagas; Controlador (a) de estoques - 5 vagas; Engenheiro (a) civil (estagiário) - 1 vaga; Faxineiro (a) - 5 vagas; Funileiro (a) - 1 vaga; Instalador (a) de vidro - 1 vaga; Jardineiro (a) - 2 vagas; Marceneiro (a) - 1 vaga; Mecânico (a) alinhador - 1 vaga; Mecânico de bicicletas - 1 vaga; Mecânico de manutenção industrial - 2 vagas; Meio oficial (mecânico) - 1 vaga; Meio oficial serralheiro (instalador de vidro) - 2 vagas; Montador (a) de móveis - 1 vaga; Operador (a) de caixa - 1 vaga para PCDs; Polidor (a) automotivo - 3 vagas Serralheiro (a) industrial - 4 vagas; Soldador (a) - 1 vaga. Serviço PAT Valinhos Como se candidatar: o candidato deve entrar em contato com a unidade pelo telefone; Endereço físico: Rua Tomás Antônio Gonzaga, 58, Vila Papelão; Horário de funcionamento: das 8h30 às 16h30; Documentos exigidos: segundo a prefeitura, durante o atendimento pelo telefone será informado os documentos necessários; Endereço virtual: as vagas também podem ser consultadas pelo site da prefeitura; Telefone: (19) 38497187. VÍDEOS: Tudo sobre Campinas e região Veja mais oportunidades da região no G1 Campinas.

Produtores do Paraná geram e vendem energia elétrica através de biodigestores

Equipamentos transformam dejetos de animais, como fezes e urina, em biogás, biocombustível que vem crescendo no campo. Uma granja de suínos no oeste do estado, por exemplo, já produz energia suficiente para abastecer 170 residências. Produtores do Paraná geram e vendem energia elétrica através de biodigestores Produtores rurais do oeste do Paraná estão gerando a sua própria energia elétrica e até mesmo ganhando dinheiro com a sua venda através do biodigestor. Por meio deste equipamento, lixos orgânicos e dejetos de animais, como fezes e urina, são transformados em energia, um biocombustível conhecido como biogás, que vem se multiplicando pelo campo. Só último ano, a energia gerada nos biodigestores cresceu 23% no Brasil. Assista a todos os vídeos do Globo Rural O Paraná é um dos maiores produtores do combustível. Somente no oeste do estado, são 4 milhões de suínos, o que significa uma enxurrada de estrume e urina com potencial para virar energia. Uma das propriedades do estado que investe nessa tecnologia é a granja São Pedro, em São Miguel do Iguaçu (PR), uma das primeiras a ganhar dinheiro com esse biocombustível. Em 2011, o Globo Rural chegou a acompanhar a história dessa granja de suínos comandada pelo produtor rural José Carlos Colombari junto com a sua esposa e filhos. Na ocasião, o produtor conseguiu zerar a sua conta de luz e começou a receber R$ 2,5 mil reais com a venda de eletricidade para a concessionária de energia do Paraná. De 2011 para cá, o que mudou foi a forma de pagamento. Antes era em dinheiro e, hoje, a companhia remunera Colombari com créditos que podem ser usados para abater o valor da conta de energia de outros imóveis escolhidos pela família. Atualmente, a propriedade gera energia suficiente para abastecer 170 residências e tem um projeto de alimentar uma pequena rede de energia local. Como funciona um biodigestor O biodigestor é um reservatório coberto com lona. O tanque que recebe os dejetos tem paredes revestidas com concreto ou com lona e o seu tamanho e profundidade variam de acordo com o lugar e volume de dejetos de cada criação. As fezes e a urina dos porcos entram no tanque e vão se deslocando bem devagar. Durante o percurso, que dura entre 20 e 30 dias, ocorre o tratamento desses dejetos que deixam de ser poluentes, reduzindo em 90% a emissão de gases que contribuem para o efeito estufa. No final do processo, são gerados dois produtos ecológicos: o biogás e o biofertilizante. No caso do biogás, ele se forma com a ação das bactérias. Elas consomem o material orgânico dos dejetos, liberando gás. O biogás é rico em metano, que é inflamável. Ele é usado como combustível em motores que produzem eletricidade. Já o resíduo final do biodigestor é armazenado e serve como biofertilizante, ou seja, um adubo natural para o campo. Veja a segunda parte da matéria onde produtores rurais do oeste do Paraná estão gerando a sua própria energia elétrica e até mesmo ganhando dinheiro com a sua venda através do biodigestor. Investimento Na granja de São Miguel do Iguaçu, o biogás alimenta a miniusina da propriedade. A potência instalada é de 100 kw e o gerador funciona das 6h às 22h. Para alcançar essa potência, foi investido mais de R$ 1,5 milhão nos últimos anos. Parte desse dinheiro saiu do bolso da família Colombari e, outra, de parcerias público-privadas. Além da energia elétrica, o biodigestor da granja produz um biofertilizante, usado para irrigar a pastagem onde a família mantém um rebanho de gado de corte. "Essa pastagem que a gente está olhando aqui hoje não usa nenhum adubo químico. No passado era pastagem degradada, mas só com o uso do biofertilizante essas pastagens recuperaram", afirma José Carlos Colombari. Novo projeto Neste momento, a granja da família de São Miguel do Iguaçu tem um novo projeto: alimentar uma pequena rede elétrica local. A iniciativa deve funcionar assim: um grupo com 4 propriedades faz um acordo com a granja e a concessionária do Paraná. Aproveitando a rede elétrica já existente, cria-se uma chave automática. Quando a energia oferecida pela concessionária cair, esse grupo de produtores rurais será abastecido com a eletricidade da granja, garantindo, assim, energia permanente aos produtores. Esse processo é chamado de "microgrid" ou micro-redes. "A geração distribuída em microgrid aumenta a competitividade desses territórios. Os produtores passam a ter mais segurança energética", afirma Felipe Marques, diretor de desenvolvimento tecnológico e engenheiro ambiental. "Para a concessionária, também tem efeito positivo porque reduz a necessidade de investir naquele setor, naquela região", acrescenta. Pesquisa e contribuição social Exemplos como o da granja da família Colombari estão espalhados por todo o oeste do Paraná, estado que conta com um instituto de pesquisa voltado somente para energias limpas e renováveis. É o Cibiogás, instituto criado há 8 anos no parque da usina hidrelétrica de Itaipu, que serve como um laboratório para os estudos. Até mesmo os restos de comida dos refeitórios da usina abastecem os biodigestores do instituto, que transforma ainda o biogás em biometano, um gás que alimenta motores de carros adaptados. "Se for comparar com a gasolina, estamos falando de uma economia 40% por quilômetro rodado. Sem contar a possibilidade do próprio município passar a produzir combustível. Existe uma questão de competitividade, de economia circular muito importante neste tipo de abordagem", afirma Marques. O Cibiogás atende a projetos de todo o Brasil e já ajudou agricultores de outros países, como de Moçambique. Em 2015, o pequeno agricultor moçambicano Bachir Afonso visitou o Cibiogás para aprender a montar um biodigestor caseiro e, assim, ajudar as comunidades da sua região a pararem de usar a madeira para cozinhar. A fumaça gerada por ela era fonte de muitas doenças respiratórias nessas comunidades. "É um propósito de vida", diz a gerente de operação do Cibiogás, Juliana Gaio Somer. "Porque tem a contribuição com o meio ambiente, mas existe um lado que, por meio do meu trabalho, talvez seja uma das únicas formas que algumas pessoas podem ter acesso à energia elétrica". Saiba mais na reportagem completa nos vídeos acima. VÍDEOS: mais assistidos do Globo Rural

Com safra maior de café, Espírito Santo sofre com falta de mão de obra para colheita

Produção também é prejudicada em consequência das chuvas irregulares, que fizeram com que os frutos amadurecessem em tempos diferentes. Com safra maior de café, Espírito Santo sofre com falta de mão de obra para colheita Os produtores de café conilon no Espírito Santo vão obter uma safra maior, mas falta mão de obra para realizar a colheita. Até agora, apenas 40% das lavouras do estado foram colhidas, o que pode trazer prejuízo para o agricultor. Assista a todos os vídeos do Globo Rural O Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) prevê uma safra de mais de 10 milhões de sacas, 13% a mais do que no ano passado. Este crescimento acontece por causa do investimento em tecnologia e dos tratos culturais nas lavouras. Apesar da safra maior, os frutos se desenvolveram de forma diferente entre si, alguns ficando maduros antes dos outros. Isso é uma consequência das chuvas irregulares durante a florada do café, trazendo prejuízo ao produtor. Saiba mais na reportagem completa no vídeo acima. VÍDEOS: mais assistidos do Globo Rural

Aprenda a cultivar o mangarito, hortaliça que parece uma batatinha

Baixe a cartilha da Epamig. Aprenda a cultivar o mangarito, hortaliça que parece uma batatinha O mangarito é uma hortaliça que se parece com uma batatinha. A Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) tem uma cartilha que dá dicas para quem quer começar o plantio do alimento e também para aproveitá-lo em receitas. Baixe a cartilha aqui. VÍDEOS: Globo Rural

Seca prejudica safra da laranja no Centro-Sul

Em São Paulo e Minas Gerais, frutos estão nascendo pequenos e caindo secos do pé. Seca prejudica safra da laranja no Centro-Sul A seca afetou a safra da laranja no Centro-Sul. Nos maiores estados produtores da fruta, São Paulo e Minas Gerais, a falta de chuvas e as altas temperaturas fizeram com que muitos frutos ficassem menores ou caíssem secos do pé. Assista a todos os vídeos do Globo Rural Devido a este problema, o Fundo de Defesa da Citricultura, mantido por produtores e representantes da indústria de suco, estima que a safra deste ano seja 10% menor em relação à média história dos últimos 10 anos. A expectativa é de que mais de 294 milhões de caixas sejam produzidas. Na última década, a média anual por safra foi de 320 milhões de caixas de laranja. Saiba mais na reportagem completa no vídeo acima. VÍDEOS: mais assistidos do Globo Rural

Colheita de milho em Mato Grosso será menor nesta safra

Estado deve colher 32 milhões de toneladas, queda de quase 11% em relação à temporada passada. Cereal foi semeado com atraso e seca atrapalhou cultivo. Colheita de milho em Mato Grosso será menor nesta safra A colheita de milho em Mato Grosso deve chegar a 32 milhões de toneladas, uma queda de quase 11% em relação à safra passada. O cereal foi semeado com atraso e a seca atrapalhou o seu cultivo. Assista a todos os vídeos do Globo Rural Na lavoura do produtor rural Júnior Queiroz, em Diamantino, a falta de chuvas atrasou os trabalhos na lavoura. Por causa disso, ele nem começou a colher. Nesta safra, ele reduziu 300 hectares da área de plantio e semeou, no total, 2,3 mil hectares. Metade disso em março, fora do período ideal. Saiba mais na reportagem completa no vídeo acima. VÍDEOS: mais assistidos do Globo Rural

Trigo pode ter a maior área plantada dos últimos 7 anos no Rio Grande do Sul

A expectativa é de que a safra seja 40% maior do que no ano anterior. Trigo pode ter a maior área plantada dos últimos 7 anos no Rio Grande do Sul O plantio de trigo começou no Rio Grande do Sul. Os agricultores estão otimistas com a safra, que deve ter a maior área cultivada dos últimos 7 anos, com mais de mais de um milhão de hectares, 20% a mais do que no ano passado. Assista a todos os vídeos do Globo Rural Entre as razões para os agricultores estarem mais interessados nesta produção, estão os materiais de maior resistência a doenças, com maior qualidade industrial e ótimo potencial produtivo, acarretando em maior liquidez e lucro para a propriedade, explica o engenheiro agrônomo da Biotrigo Genética Felipe Carlotto. A previsão é de que o estado colha 3,3 mi toneladas ou sacas do grão. Aumento de mais de 40% em relação a safra passada. Saiba mais na reportagem completa no vídeo acima. VÍDEOS: mais assistidos do Globo Rural

Pequenas Empresas & Grandes Negócios: contatos de 20/06/2021

Veja como obter informações das empresas citadas no programa. Veja a reportagem: Marketplace sustentável reúne 120 fornecedores de produtos ecológicos Ecoaliza Tecnologia da Informação LTDA Telefone: (11) 3773-6256 Site: https://store.ecoaliza.com.br/ Email: [email protected] Rede social: https://www.instagram.com/ecoaliza/ Manih - Vegana e Ecológica E-mail: [email protected] Instagram: https://www.instagram.com/lojamanih/ Facebook: Loja Manih Veja a reportagem: Casal cria startup para desenvolver aplicativos de celular para empresas Quasar Design e Development LTDA Telefones: (19) 99819-4801/ (22) 99282-3246 Site: www.quasar.systems Email: [email protected] / [email protected] Instagram: https://www.instagram.com/quasar.systems/ Pally Rua Primeiro de Maio, 105, 2º Andar - Aterrado Volta Redonda/RJ - CEP: 27213-290 Telefone: (24) 99992-8050 Site: https://heypally.com/ E-mail: [email protected] Instagram: https://www.instagram.com/indiquecompally/ Distrito Fintech Rua Estados Unidos 1570, Jardim America São Paulo/ SP - CEP: 01427-002 Telefone: (11) 4118-3019 - Ramal 1070 Site: https://distrito.me/ Instagram: https://www.instagram.com/distrito.me/ Facebook:@distrito.me Twitter: @distrito_me Linkedin: @distrito.me Veja a reportagem: Empresários criam máquina de venda de cerveja gelada para condomínios Take and Go R. Marechal Mascarenhas de Morais 264 - Lagoinha Ribeirão Preto/SP - CEP: 14050-120 Telefone: (16) 98185 0007 E-mail: [email protected] Site: https://takeandgoapp.com/ Instagram: https://www.instagram.com/takeandgoapp/ Facebook: https://www.facebook.com/takeandgoapp Veja a reportagem: Aplicativo conecta supermercados a trabalhadores que queiram trabalhar como repositores Anthor Site: https://anthor.com.br/ Instagram: https://www.instagram.com/helloanthor/ Facebook: https://www.facebook.com/helloanthor Verde Mais Rua Tenente Francisco Ferreira de Souza, 1315 – Hauer Curitiba/PR - CEP: 81630-010 Contato: (41) 3155-0020 E-mail: [email protected] Site: www.verdemais.com.br Instagram: https://www.instagram.com/verdemais Facebook: https://www.facebook.com/verdemaisfreshmarket/ Dias Pastorinho Perdizes Rua João Ramalho, 650 – Perdizes São Paulo/SP - CEP: 05008-000 Contato: (11) 3672-7370 E-mail: [email protected] Site: http://pastorinho.com.br/ Facebook: https://www.facebook.com/pastorinhoperdizes/ Instagram: https://www.instagram.com/pastorinho.perdizes/ Veja a reportagem: Empresa de reformas e decoração aposta em equipe formada só por mulheres para ganhar clientes Minha Casa Transborda Telefone: (21) 98633-7499 Email: [email protected] Instagram: @MinhaCasaTransborda MCassavia Materiais para Construção Rua Quatá, 435, Vila Olímpia São Paulo/ SP- CEP: 04546042 Telefone: (11) 3841-9552 Email: [email protected] Site: www.mcassavia.com.br Instagram: https://www.instagram.com/mcassaviaoficial/ Facebook: mcassaviaconstrucao Veja a reportagem: Buffet oferece kit para festa junina dentro de casa Buffet Vanzetto Telefone: (11) 99402-0415 Site: www.buffetvanzetto.com.br Intagram: https://www.instagram.com/buffetvanzetto/ Caraminholando (decoração) E-mail: [email protected] Telefone: (11) 99623-7770

Reservatórios de hidrelétricas devem atingir em novembro menor nível em 20 anos, diz ONS

Reservatórios de Sudeste e Centro-Oeste respondem por 70% da energia produzida no país. Operador Nacional do Sistema vê situação 'preocupante', mas afasta risco de apagão em 2021. Mesmo com as medidas para evitar racionamento, os reservatórios das hidrelétricas do Sudeste e do Centro-Oeste devem terminar o ano em uma situação “preocupante”, embora suficiente, segundo avaliação do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), para assegurar o fornecimento de energia em 2021. Os reservatórios do Sudeste e do Centro-Oeste são responsáveis por cerca de 70% de toda a energia produzida no país. Segundo o diretor-geral do ONS, Luiz Carlos Ciocchi, esses reservatórios devem chegar a novembro com 10,3% da capacidade — isso se o plano de ações desenhado pelo governo e órgãos do setor for bem-sucedido. Será o menor nível mensal em 20 anos. Caso as ações não surtam efeito, o nível dos reservatórios pode cair para 7,5% — percentual em que o sistema de geração de energia entraria em colapso (saiba quais são as ações mais abaixo). “Com as ações que propomos e estamos realizando, a gente consegue chegar em 10,3% [de armazenamento], que ainda é um nível preocupante, mas que nós não teremos nenhum problema de energia ou de potência ao final de novembro de 2021”, afirmou Ciocchi durante audiência pública na Câmara dos Deputados nesta semana. Atualmente, os reservatórios do Sudeste e Centro-Oeste estão com apenas 30% da capacidade para enfrentar os próximos meses, que serão de seca nessas regiões. O baixo volume é reflexo do menor nível de chuvas dos últimos 91 anos. Já para garantir o fornecimento de energia em dezembro e em 2022, o ONS conta com o período chuvoso para encher os reservatórios, além de outras medidas. “A gente espera que nessa data [novembro de 2021], a estação chuvosa deste ano já tenha chegado e a situação seja amenizada”, afirmou. Normalmente, o período chuvoso vai de meados de outubro até abril, mas nos últimos anos tem acontecido um prolongamento do período seco. Hidrelétricas diminuem a vazão para poupar água nos reservatórios do Paraná Ações O governo e os órgãos do setor elétrico têm adotado uma série de medidas a fim de preservar os níveis dos reservatórios até o início do período chuvoso. O objetivo é afastar o risco de racionamento e apagão. Até o momento, o governo ou as agências reguladoras já adotaram as seguintes medidas: autorização do acionamento de usinas termelétricas adicionais; edição de decreto que regulamenta a realização de leilões para contratar usinas “reservas” de geração de energia; ampliação da possibilidade de acionamento de usinas termelétricas sem contrato vigente de comercialização de energia; autorização para importação de energia da Argentina e do Uruguai; emissão de alerta de emergência hídrica na região da Bacia do Paraná, que abrange os estados de Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Paraná; flexibilização das operações de alguns reservatórios; restrição do uso da água de algumas bacias hidrográficas; e aplicação em junho às contas de luz da bandeira mais cara do sistema, chamada "vermelha patamar dois". Essa bandeira representa uma cobrança adicional de R$ 6,24 para cada 100 kWh de energia consumidos. O governo ou as agências também estudam: publicar medida provisória que concentra poderes no Ministério de Minas e Energia para adotar rapidamente medidas a fim de garantir o fornecimento de energia; programa voluntário para que as indústrias que consomem muita energia desloquem sua produção para fora do horário de pico do sistema elétrico (das 18h às 21h). As indústrias receberiam uma compensação caso aderissem ao programa; reajuste das bandeiras tarifárias aplicadas às contas de luz. No caso da bandeira “vermelha patamar dois”, o aumento seria superior a 20%. A tendência é que essa bandeira vigore até novembro; e campanha de incentivo ao uso racional de energia e da água. “As soluções de curto prazo têm caminhado bastante bem, estão sendo implementadas, e com isso nós reiteramos que para o ano de 2021 não existe previsão de racionamento, apagão, nenhuma dessas consequências negativas”, afirmou Luiz Carlos Ciocchi, diretor-geral do ONS. O Operador do Sistema Elétrico defende, ainda, a paralisação da hidrovia Tietê-Paraná, aumento da importação e da geração de energia e antecipação das obras de linhas de transmissão, entre outras medidas. “Com a entrada de mais geração já planejada e de alguns reforços nas linhas de transmissão também já planejados, acreditamos que temos condições de atravessar também o ano de 2022”, afirmou Ciocchi.

Buffet oferece kit para festa junina dentro de casa

Estratégia movimenta o caixa da empresa em um momento ainda muito delicado para o setor de eventos. Buffet oferece kit para festa junina dentro de casa Dona de um buffet há 15 anos, em São Paulo, a empresária Aline Frey lançou em 2020 um jeito diferente de comemorar as festas juninas em tempos de pandemia, levando as iguarias e guloseimas para a casa do cliente. A estratégia movimenta o caixa da empresa em um momento ainda muito delicado para o setor de eventos. O kit junino para 4 pessoas custa R$ 385. E dá também para personalizar e incluir decoração. O buffet também atende ao mercado corporativo, com kits individuais que podem incluir delícias como cuscuz paulista, bolho de milho na plalha e sanduíche de pernil. “Esse ano a gente teve mais tempo pra se organizar, pra mudar algumas coisas no cardápio, dar uma pesquisada no que são os itens das festas juninas do nordeste, das festas juninas do interior de São Paulo", afirma a empresária. Em 2020, o buffet da Aline vendeu 70 kits. Para esse ano, a meta é dobrar as vendas. As encomendas podem ser feitas até 9 de julho. Veja a reportagem completa no vídeo acima. Buffet Vanzetto Telefone: (11) 99402-0415 Site: www.buffetvanzetto.com.br Intagram: https://www.instagram.com/buffetvanzetto/ Caraminholando (decoração) E-mail: [email protected] Telefone: (11) 99623-7770